ALO PNEUS
SAÚDE

Piauí registra primeira morte por chikungunya do ano de 2024

jovem moradora da zona Norte de Teresina é vítima da doença

28/06/2024 16h35
Por: Redação
Foto: reprodução
Foto: reprodução

O Piauí registra a primeira morte por chikungunya em 2024. A vítima, uma mulher residente na zona Norte de Teresina, na região do Jacinta Andrade, faleceu no dia 7 de junho, mas a confirmação do óbito pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) só foi divulgada na manhã desta sexta-feira (28/06). O nome da mulher não foi revelado.

De acordo com a SES, a mulher apresentava comorbidades, o que pode ter contribuído para o agravamento do quadro. Ainda segundo as informações da secretaria, há mais um caso de óbito por chikungunya em investigação no estado.

Medidas de prevenção

A SES reforça a importância da população tomar medidas de prevenção contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da chikungunya, dengue e zika. Entre as medidas estão:

  • Eliminar os criadouros do mosquito: Limpar calhas, tampar tonéis e caixas d'água, manter piscinas limpas e evitar o acúmulo de água em qualquer recipiente.
  • Usar repelente: Aplicar repelente nas áreas expostas do corpo, principalmente durante o dia e em locais com maior incidência do mosquito.
  • Usar roupas compridas: Usar camisas de mangas compridas, calças e meias quando estiver em áreas com muitos mosquitos.
  • Instalar telas em portas e janelas: As telas impedem a entrada do mosquito em casas e apartamentos.
  • Procurar atendimento médico em caso de sintomas: Os sintomas da chikungunya incluem febre alta, dores fortes nas articulações, dor de cabeça, náuseas e vômitos.

A SES também ressalta que a vacina contra a chikungunya ainda não está disponível no Brasil.

Situação da doença no Piauí

Em 2024, o Piauí já registrou mais de 10 mil casos de chikungunya. A maioria dos casos está concentrada nas cidades de Teresina, Parnaíba e Picos.

Luta contra o mosquito

As autoridades sanitárias do Piauí estão intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Entre as ações estão:

  • Fumigação: As equipes de saúde estão realizando mutirões de fumigação em áreas com maior incidência do mosquito.
  • Visitas domiciliares: Agentes de saúde estão visitando casas e orientando a população sobre como eliminar os criadouros do mosquito.
  • Distribuição de materiais informativos: A SES está distribuindo materiais informativos sobre a chikungunya e como se prevenir da doença.

A SES pede a colaboração da população para eliminar os criadouros do mosquito e evitar a proliferação da doença.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias