ALO PNEUS
PRISÕES

Cinco suspeitos já foram presos pela chacina em Viçosa do Ceará

oito pessoas foram mortas durante o crime

28/06/2024 16h46Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
Foto: reprodução
Foto: reprodução

O número de presos pela chacina que chocou a cidade de Viçosa do Ceará, no último dia 20 de junho, subiu para cinco. Nesta sexta-feira (28), mais dois suspeitos foram detidos no município de Tianguá, na Serra da Ibiapaba. A informação foi confirmada pelo Secretário de Segurança Pública do Ceará, Roberto Sá, durante coletiva de imprensa realizada no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), em Fortaleza.

Na última quinta-feira (27), dois homens apontados como executores foram detidos, um no Pará e outro no Mato Grosso do Sul. Uma caminhonete Hilux, supostamente utilizada no crime, também foi apreendida.

Já na sexta-feira (21), um terceiro suspeito, de 51 anos, foi preso em Parnaíba, no Piauí. Ele é investigado por ter auxiliado os executores na localização das vítimas.

As prisões continuam nesta sexta-feira (28), com a captura de mais dois indivíduos. Um deles, de 41 anos, foi localizado em Juaguari (MS) e tentava escapar para a Bolívia. Com as novas prisões, o número de detidos pela chacina chega a cinco. As investigações continuam para identificar e prender todos os envolvidos no crime brutal que chocou a comunidade de Viçosa do Ceará.

Foto: reprodução

O crime aconteceu em uma praça da cidade e resultou na morte de oito pessoas: Ana Caroline de Sousa Rocha (23 anos), Júlio Félix Rodrigues (24 anos), André Madeira Olivindo Júnior (21 anos), Francisco Luan Brito da Silva (26 anos), Geovane de Amorim Silva (18 anos), Ingrid Ivine de Souza Rocha (16 anos), Isamara de Sousa Rodrigues (25 anos) e Ádrian Matheus Brito dos Santos (23 anos).

Uma das vítimas, ferida a tiros durante o ataque, segue internada em estado grave. A motivação do crime ainda está em investigação, mas a principal suspeita é um conflito entre as facções Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC).

Câmeras de segurança registraram o momento cruel em que as vítimas foram obrigadas a colocar as mãos na cabeça antes de serem executadas pelos criminosos. A Polícia Civil do Ceará investiga o caso e busca identificar e prender os responsáveis pela chacina.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias