ALO PNEUS
OPERAÇÃO

Operação Rastreados combate comércio ilegal de veículos e peças roubadas no Sul do Piauí

Operação cumpre mandados em quatro cidades, suspende atividades de cinco lojas e visa reduzir o índice de criminalidade relacionada a veículos no estado

03/07/2024 17h16Atualizado há 2 semanas
Por: Redação

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí, através da Superintendência de Operações Integradas (SOI), dá início nesta quarta-feira (3) à primeira fase da “Operação Rastreados”. A ação visa combater o roubo e furto de veículos e a comercialização de peças automotivas de origem criminosa, contando com o apoio da Delegacia Seccional de São Raimundo Nonato, da Força Estadual Integrada de Segurança Pública (FEISP), da Diretoria de Operações de Trânsito (DOT), da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil (DINT), da Polícia Militar do Piauí, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Secretaria da Fazenda do Piauí (SEFAZ).

Durante a operação, são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos comerciais nos municípios de São Raimundo Nonato, Jurema, Coronel José Dias e Anísio de Abreu. Além disso, cinco lojas têm suas atividades econômicas suspensas.

Simultaneamente, nesses municípios, são realizadas fiscalizações de trânsito para recuperar veículos roubados, furtados e clonados, além de reduzir o número de acidentes de trânsito e prender pessoas com mandados de prisão em aberto.

De acordo com o superintendente de Operações Integradas, delegado Matheus Zanatta, o projeto é essencial para a segurança pública do Estado do Piauí, pois visa interromper um ciclo nocivo de atividades criminosas que causam prejuízos financeiros significativos aos proprietários de veículos e alimentam uma rede mais ampla de criminalidade relacionada ao comércio ilegal de bens.

"Esta operação busca estabelecer um marco na eficácia das estratégias de combate ao crime, com a expectativa de resultados significativos na redução dos índices de criminalidade relacionados ao roubo e furto de veículos. Restituir os veículos e peças aos seus legítimos donos não é apenas uma questão de justiça, mas também um passo crucial para restaurar a confiança da comunidade nas capacidades de suas instituições de segurança”, afirma o delegado.

A Secretaria de Segurança Pública solicita que qualquer informação que possa auxiliar nas investigações seja comunicada às autoridades competentes.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias