ALO PNEUS
Política

Vereador e pré-candidato a prefeito pelo PT em União é acusado de Estelionato

Ramiro Saraiva é acusado de cobrar por cirurgias realizadas pelo SUS

04/07/2024 18h56Atualizado há 1 semana
Por: Redação
Foto: reprodução
Foto: reprodução

 

Durante uma sessão na Câmara de Vereadores do Município de União, os vereadores Júnior Mota (DEM) e Feitosa (Republicanos) acusaram o vereador Ramiro Saraiva, pré-candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores (PT), de estelionato. As acusações giram em torno da suposta cobrança de valores por cirurgias realizadas através do Sistema Único de Saúde (SUS).

A controvérsia começou na sessão do dia 6 de junho, quando Ramiro Saraiva acusou o prefeito Gustavo Medeiros (PP) de adquirir um terreno para beneficiar aliados políticos. Segundo Saraiva, o terreno era do pai de um vereador do grupo político do prefeito. Embora não tenha mencionado nomes, Júnior Mota interpretou a acusação como direcionada a seu pai, o médico e ex-prefeito de União, Edmilson Mota. Em resposta, Júnior Mota acusou o pai de Ramiro de ser ladrão de gado e afirmou que Ramiro cobrava por cirurgias realizadas pelo SUS.

Na sessão do dia 13 de junho, o vereador Feitosa afirmou ter recebido uma denúncia via mensagem de uma moradora da zona rural de União. A mulher alegou ter pago seis mil reais por uma cirurgia de catarata intermediada por Ramiro Saraiva, apenas para descobrir que o procedimento havia sido realizado pelo SUS, na clínica onde Ramiro trabalha. Feitosa declarou que a família da suposta vítima estava buscando assistência jurídica para processar Ramiro.

Ramiro Saraiva se defendeu das acusações, negando ter cobrado por cirurgias do SUS e desafiou Feitosa a apresentar provas até 17 de junho, ameaçando processá-lo por calúnia.

Segundo informações de juristas consultados, se comprovadas, as acusações contra Ramiro podem configurar os crimes de estelionato e sonegação fiscal, além de quebra de decoro parlamentar. A atuação política de Ramiro Saraiva em União é conhecida por seu assistencialismo na área da saúde, especialmente em doenças oftalmológicas, e ele trabalha na Clínica Oftalmed, em Teresina. 

Até o momento desta matéria, Ramiro não havia tomado medidas judiciais contra Feitosa.

Confira o vídeo:

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias