Domingo, 23 de Janeiro de 2022
31°

Poucas nuvens

Teresina - PI

Geral OAB-PI

OAB-PI e TJ-PI reafirmam parceria e definem prioridades para 2022

Entre as prioridades tratadas está a desagregação de comarcas, nomeação de juízes 

14/01/2022 às 13h44
Por: Kassio Cavalcante
Compartilhe:
Foto/Ascom
Foto/Ascom

A nova diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, visitou hoje (13/01), o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), Desembargador José de Ribamar Oliveira. O elo entre as instituições foi reiterado. Entre as prioridades tratadas está a desagregação de comarcas, nomeação de juízes e uma redefinição das competências do juizado.

O presidente da OAB-PI, Celso Barros, afirmou que a parceria entre as instituições é essencial para o fortalecimento da nossa democracia e que a aliança entre a Ordem e o TJ-PI é duradoura.

“Nós viemos apresentar ao presidente do Tribunal de Justiça, o Desembargador José de Ribamar de Oliveira, os membros da nova gestão da OAB-PI. Aproveitamos para fazer o convite para que ele vá para nossa posse que acontece amanhã e também trazer algumas pautas que estão em continuidade sendo tratadas aqui. São pautas permanentes, mas que estamos avançando diante de um diálogo muito franco que temos com a presidência do Tribunal”, declarou o presidente da OAB-PI.

 

Já o Desembargador José de Ribamar Oliveira garantiu que as duas instituições trabalharão juntas para sempre oferecer um serviço de excelência e qualidade para a sociedade, em especial à advocacia piauiense.

“Confirmamos nossa presença na solenidade de posse da nova diretoria da OAB-PI. É uma grata satisfação receber a nova diretoria aqui no Tribunal e saber que podemos contar com a presença e apoio desses Advogados e Advogadas no decorrer das nossas atividades. Sabemos que podemos contribuir para as melhorias na realidade do trabalho dos Advogados e Advogadas piauienses, através de ações e projetos em parceria com a Ordem”, pontuou o Desembargador Oliveira.

 

 

 

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias